Artigos, Frases e poesias

Façamo-nos Canto

por Tales Nunes

Nascemos música e é através do canto que expressamos nosso amor. O canto é a sagrada expressão da Vida. Nossas palavras iniciais, nosso balbucio é repetição, cópia do que escutamos. Aprendemos a repetir antes de aprender a falar. Precisamos desaprender a repetir para aprender a realmente falar. E aprender a falar é uma arte que leva uma vida inteira para se aprender.

A palavra tem a força de um raio que corta o céu. Uma palavra presa vira ruminação. Uma emoção, um carinho não dito pode se tornar remorso. Uma palavra mal dita pode passar pelos ouvidos e se emaranhar no coração a ponto de precisar de muitas e muitas outras palavras de amor para sair.

As palavras tem vida dentro e fora de nós. É uma dança de sentidos que nos leva dos céus à profundidade de nossos sofrimentos. Palavra não foi feita pra ser vomitada no outro. Foi feita para ser mão de carinho ou de punho. Palavra não foi feita para ferir, foi feita para expressar limites e romper com eles ao mesmo tempo. Palavras não se manifestaram para limitar, mas para inspirar. Palavras essencialmente nasceram para nos fazer dançar. Para que nelas expressemos a nossa beleza intrínseca. E para isso precisam ser mais do que fala, precisam ser canto. As palavras não nasceram para ser ditos, surgiram para ser dança.

As palavras nasceram do útero da Vida para serem versos. Em versos a natureza compõe a sua dança.

Desaprendamos a falar. Aprendamos a cantar.

Aprendamos a ser mais do que fala, aprendamos a ser leves, sentidos etéreos, a ser canto.

Sintamos a textura, as cores, o tom de cada palavra,

assim como sentimos a presença da Vida numa gota de orvalho ao sol da manhã,

assim como sentimos o sol pintar o céu de cores e as nuvens preenchê-lo de texturas numa tarde de pôr-do-Sol.

É preciso ser silencioso o suficiente para escutar os tons da natureza e aprender a cantar. Cantemos!

Que até mesmo as nossas orações sejam canto.

Oração que pede é fala.

Oração que oferece é dança celebrando a vida em canto.

A Natureza se manifesta em versos. Por que haveríamos nós de apenas ser fala?

Tales Nunes

Tags:

Deixe uma resposta